Descrição

Independentemente de seu conteúdo, suporte ou formato, a unidade de descrição predominante é a do documento singular. As exceções são os documentos anexados a outros como, por exemplo, os de encaminhamento e processos, além dos conjuntos formados pela cobertura de um mesmo episódio (reportagem fotográfica e noticiário de imprensa).

A descrição dos documentos é feita em banco de dados que considera as operações descritivas segundo as especificidades de cada gênero. Também permite o acesso aos documentos e a restituição dos vínculos que os unem às diferentes atividades, funções e áreas de ação de seus respectivos titulares.

O banco de dados tem seus campos divididos em quatro grandes seções descritivas, comuns a todos os gêneros:

  • Identificação: registra as configurações formais dos documentos
  • Contexto: registra suas circunstâncias de origem
  • Notação: registra os códigos de endereçamento para sua localização no acervo
  • Informações complementares: registra informações relativas a condições de acesso, estado de conservação, valor e outras características dos documentos
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: